Nesta primeira parte do relatório, resumimos os principais pontos do informe #14, apresentamos a conjuntura latino-americana no contexto da pandemia da Covid-19 e analisamos a atualidade do imperialismo, a partir do descrédito da OEA como espaço de resolução de conflitos no continente e o crescimento da Celac como órgão alternativo.
A 2° edição da RESG traz o tema “Cem anos de Paulo Freire: um projeto de esperança”, e tem a grata satisfação de apresentar uma reflexão profunda e necessária sobre o legado do pensador brasileiro.
Este dossiê enfoca os Programas da Comunidade Negra, uma série de projetos iniciados em 1972 que serviram como a implementação prática da filosofia da Consciência Negra para dar às pessoas negras o poder de se tornarem autoconfiantes.

14 de Setembro de 2021

Apartheid das crianças e jovens com deficiência, reforma do ensino médio com disseminação do empreendedorismo, desmonte do Enem e das políticas de acesso à universidade. Esses são alguns dos eixos que sustentam o projeto educacional do governo Bolsonaro. Confira os principais assuntos sobre educação do último mês.

8 de Julho de 2021

Faz um ano que o pastor presbiteriano Milton Ribeiro assumiu o Ministério da Educação. É difícil de acreditar, mas sua gestão não deixa nada a desejar à de seu antecessor, o olavista Abraham Weintraub: corte orçamentário, vacinação atrasada dos educadores, falta de infraestrutura e segurança para a volta às aulas, militarização das escolas e homeschooling. Esse será o seu legado. Enquanto isso, o capital financeiro agradece e segue avançando a passos largos com novas fusões e aquisições.

14 de Abril de 2021

Já passaram-se três meses do ano, e os problemas da educação continuam os mesmos: cortes no orçamento, precarização da infraestrutura tecnológica, aulas presenciais sem condições sanitárias e predomínio dos interesses privados. Mas aos poucos, a sociedade começa a reagir e impor algumas derrotas ao autoritarismo do governo.

11 de Março de 2021

O ano de 2021 começou mal. Parte dos problemas se devem ao corte dos investimentos na educação que vem desde o ano passado. Com poucos recursos e com o agravamento da pandemia, seria de se esperar que as escolas continuassem fechadas. Mas redes privadas de ensino, governadores e prefeitos insistem que é a hora de voltar às aulas, enquanto os educadores lutam para manter as escolas fechadas.

15 de Dezembro de 2020

A crise pela qual passa a educação brasileira não tem precedentes históricos. A Covid-19 agravou problemas estruturais que já existiam, a exemplo do racismo. Apesar do agravamento da pandemia, os governos continuam insistindo em reabrir as escolas. Enquanto isso, os recursos são cada vez mais escassos. O que se vê são sucessivos cortes no orçamento deste ano e perspectivas de redução do orçamento do ano que vem.

10 de Dezembro de 2020

Levantamos três hipóteses que buscam explorar as contradições da crise vivenciada nesse período de pandemia e algumas situações que, de forma muito embrionária, podem apresentar tendências de desaceleração da alienação, com a retração e as restrições do isolamento social experimentada por parte da classe trabalhadora.

29 de Outubro de 2020

No Brasil, está sendo forjado um consenso pela reabertura das escolas. A principal preocupação do governo federal parece ser o corte de gastos na educação, enquanto apostam numa política segregacionista à educação especial e na ampliação das escolas cívico-militares. O Censo da Educação Superior de 2019 demonstra o enorme crescimento da rede privada e do ensino à distância, apesar das instituições públicas continuarem se notabilizando pela qualidade do ensino e da pesquisa.

15 de Outubro de 2020

Esta cartilha apresenta informações básicas sobre as oito empresas privadas de capital aberto que atuam no setor educacional, com o objetivo de compreender um pouco mais a dinâmica do capital em sua fase financeirizada e como ele se insere na educação brasileira.

30 de Setembro de 2020

Com a desaceleração da pandemia, o retorno das escolas se tornou a pauta central da conjuntura educacional brasileira. Pressão do setor privado, falta de apoio da sociedade, fragmentação e judicialização é o cenário que compõe este ambiente. Por outro lado, o ensino remoto segue precário. Sobrecarga de trabalho, falta de qualidade do ensino, evasão escolar, fome e violência se tornaram a marca deste processo.

26 de Agosto de 2020

A política de austeridade do governo está afetando o orçamento da Educação. Verifica-se uma queda de arrecadação nos níveis municipal e estadual que ameaçam a qualidade do ensino. Segundo a Unesco, a pandemia afetou 1,6 bilhão de estudantes no mundo e está produzindo uma evasão escolar sem precedentes. O setor privado brasileiro também está preocupado com a evasão, pois a redução do número de novas matrículas afeta também os seus rendimentos.

31 de Julho de 2020

Convidamos companheiras pesquisadoras marxistas e feministas que – de forma militante – prepararam e gravaram aulas mobilizando as principais categorias da economia política para fornecer um roteiro de estudo para compreender a crise e o processo de financeirização em relação ao Estado, ao processo produtivo e ao agronegócio.

1 de Maio de 2020

Na crise atual temos uma situação em que o desenvolvimento tecnológico se mostra incompatível com o capitalismo e sem perspectiva de superação, nos empurrando à barbárie; a tendência de eliminação da classe trabalhadora por um vírus é resultado da ação social, que cria um contingente de trabalhadores sem lugar no capitalismo, e sua morte entra no cálculo de recuperação da economia.

30 de Abril de 2020

O impacto da crise do petróleo não é menor em relação às diversas outras crises, diante da importância desse bem natural para o funcionamento da produção global capitalista.

2 de Abril de 2020

O agravamento e a aceleração da crise econômica deflagrada pela pandemia do COVID-19 faz com que essa tenda a ser a maior crise do capitalismo contemporâneo por sua abrangência em termos de território e de população, assim como pela gravidade caso se confirmem os principais indicadores e estimativas de sua evolução.

24 de Março de 2020

Os recentes acontecimentos recolocam a fragilidade das economias e o fracasso das políticas de austeridade. Faz-se essencial aproveitar essa “janela histórica” de questionamento mundial dos ditames do neoliberalismo como solução aos problemas de compatibilização entre crescimento e políticas sociais.

15 de Novembro de 2019

O Brasil, assim como a América Latina, apresenta peculiaridades na questão das formações nacionais. O resultado desse processo culminou na criação de sociedades em convulsão. Não à toa, temos assistido manifestações populares massivas no Equador, Haiti, Chile e Bolívia.

23 de Outubro de 2019

Atualmente, vivemos num regime supostamente democrático em que o sistema de direitos e a própria democracia estão sendo desmontados vertiginosamente.

18 de Setembro de 2019

A Amazônia em chamas é um dos exemplos mais reais e mórbidos das consequências das políticas de austeridade representadas pela PEC do Teto dos Gastos, que estabelece limites de gastos públicos dentro da inflação do ano anterior.

21 de Agosto de 2019

Os direitos conquistados com a Constituição de 1988 nunca foram complemente aceitos pela elite brasileira. Com a crise dos últimos anos, a elite percebeu a oportunidade de questionar e atacar esses direitos, sob a justificativa de promover ajustes nas contas públicas. O que está em jogo é apropriação dos recursos públicos pelas elites financistas e o aumento da desigualdade social.

24 de Julho de 2019

Quando ajustar as contas públicas se torna o único fim da política fiscal, o objetivo do governo passa a ser estritamente a formação de caixa para pagamento dos juros aos detentores da dívida pública e quem ganha é o rentismo.

30 de Abril de 2019

A reforma da Previdência não tem nenhuma relação com ajuste fiscal ou com a eliminação de privilégios. O pano de fundo é a mercadorização dos direitos sociais, com a substituição do sistema atual pelo regime de capitalização.

16 de Setembro de 2021

Um dos grandes destaques das mobilizações do 7 de setembro em defesa do Bolsonaro foi o apoio político e financeiro de setores do agronegócio. Está em jogo uma nova rodada de renegociação das dívidas do agronegócio; mas como este modelo impacta negativamente nas contas públicas brasileiras? Já no estado de São Paulo, o governador João Doria tem como meta privatizar os assentamentos estaduais da reforma agrária. Confira o boletim menssal sobre o movimento do capital na agricultura.

20 de Julho de 2021

Neste número, destacamos os movimentos de concentração e centralização no campo, associados ao processo de financeirização da agricultura e aos processos de fusão e aquisição no ramo de fertilizantes agrícolas.

7 de Junho de 2021

As movimentações em torno da questão ambiental estiveram em destaque, em especial em função da Cúpula do Clima convocada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, marcando um movimento geopolítico de retorno dos EUA à agenda do Acordo de Paris. Na esteira da agenda ambiental, o agronegócio busca “lavar” sua imagem, que atualmente é desgastada pelo desmonte das políticas de proteção ambiental.

23 de Abril de 2021

Neste boletim, apresentamos as contradições entre a propaganda do agronegócio em torno das crescentes safras dos últimos anos e o aumento da fome no país, o desmatamento e o volume dos agrotóxicos. A pandemia tem provocado um aumento do interesse dos grandes fazendeiros em digitalizar suas operações, tornando o Brasil um atrativo para que empresas de tecnologia do setor utilizem o país como plataforma de expansão de suas atividades para a América Latina.

16 de Março de 2021

Neste boletim damos continuidade a discussão sobre o controle de terras por estrangeiros no país e os diferentes posicionamento dos ruralistas sobre o tema. A aprovação do Fiagro no Congresso e a atuação do capital financeiro no financiamento do agronegócio também são temas deste número. Por fim, trazemos as notícias sobre os movimentos de concentração, centralização e internacionalização das empresas do agronegócio no Brasil.

10 de Fevereiro de 2021

Avanço da estrangeirização das terras e dos bens da natureza, tendências de mais um ano com vultosos ganhos para o agronegócio, pautas prioritárias da bancada ruralista no Congresso e integração das grandes empresas de tecnologia com o agronegócio são alguns dos destaques deste boletim mensal.

16 de Dezembro de 2020

A cartilha Tecnofusões comestíveis oferece um retrato dos principais atores em 10 setores do sistema alimentar: sementes, agroquímicos, fertilizantes sintéticos, maquinários para o agronegócio, fármacos animais, genética e pecuária, comerciantes de commodities agrícolas, processamento de alimentos e bebidas, indústria de carne / proteína e varejo de alimentos.

7 de Dezembro de 2020

4 de Dezembro de 2020

Graças à manipulações midiáticas, foi criada a ideia de que agora, na agricultura, toda a produção é transgênica e, portanto, melhor. Porém, dos 1,5 bilhões de hectares cultivados no mundo, apenas 190 milhões utilizam sementes transgênicas, ou seja, apenas 13% da área total. Dos 193 países com população no meio rural, somente 29 adotam sementes transgênicas.

14 de Outubro de 2020

As transnacionais do agronegócio e os bancos têm desenvolvido tecnologias para aprofundar o controle sobre a produção e os territórios, a chamada agricultura 4. 0. A União Europeia pretende criar mecanismos para monitorar as operações de importações de produtos agrícolas oriundos de áreas de desmatamento. Paralelamente, empresas do agronegócio e do mercado financeiro criam fundos de investimento para desenvolvimento de projetos “sustentáveis”.

17 de Setembro de 2020

Nesta edição abordamos dois temas centrais: o aumento do preço dos alimentos, com especial atenção ao arroz, e o aumento das queimadas no Pantanal, que já atinge níveis históricos de destruição da fauna e da flora.

4 de Setembro de 2020

Nesta edição analisamos a destruição em andamento das florestas brasileiras, o impacto da pandemia nos pequenos produtores e os vetos de Bolsonaro ao PL da agricultura familiar; a produção de grãos no primeiro semestre; e a aproximação da Embrapa com o setor privado para o desenvolvimento de variedade e de animais geneticamente modificados.

10 de Agosto de 2020

Novamente, o mês de julho aponta para um cenário de aumento do desmatamento e das queimadas nos biomas brasileiros, em especial na Amazônia e no Cerrado. Junto a este desastre mais que anunciado, está o esforço do governo federal em desregulamentar e desmontar as políticas de proteção do meio ambiente.

16 de Julho de 2020

Este estudo apresenta os dados dos rebanhos, abates, produção, consumo, importação e exportação das carnes bovinas, suína e de frangos produzidos no Brasil, bem como os principais destinos desses alimentos entre os anos de 2008 a 2020.

6 de Julho de 2020

Plano Safra 2020/2021 tem pouco apoio para a agricultura familiar; movimentos populares pressionam a aprovação de medidas emergenciais para os pequenos agricultores; agronegócio corre risco de fundos de investimentos europeus retirarem recursos de empresas ligadas ao setor por conta do desmonte das políticas ambientais.

3 de Junho de 2020

A estratégia de Bolsonaro está cada vez mais escancarada ao atropelar qualquer limite imposto pelo regramento legal para avançar com seu projeto de entrega dos bens da natureza para a exploração do capital. A união de esforços do governo “para dar de baciada na simplificação” já estava em andamento, mas ficou ainda mais nítida após as declarações do ministro Ricardo Salles.

6 de Maio de 2020

No mês de abril as principais movimentações em relação ao agronegócio no país se deram em relação à crescente preocupação com as cadeias produtivas, em especial a produção e processamento de proteína animal, com a ampliação dos casos de contaminação nas plantas de processamento.

28 de Abril de 2020

Este artigo apresenta a síntese do debate realizado entre alguns ex-ministros da Agricultura na TV TerraViva, e nos ajuda a compreender o pensamento e a projeção do agronegócio para o próximo período.

7 de Abril de 2020

No Brasil o desmonte das políticas públicas relacionadas à segurança alimentar colocam em risco o acesso à alimentação saudável para a maioria dos trabalhadores, em especial às camadas mais empobrecidas da população.

19 de Dezembro de 2019

Nesta nota analisamos a moratória da soja na Amazônia e as disputas entre a burguesia agrária brasileira e as empresas transnacionais em relação ao modelo de expansão da soja na região.

13 de Novembro de 2019

A soja é o principal grão produzido, processado e comercializado no mundo, e a expansão dessa cultura no Brasil amplia cada vez mais a pressão sobre a fronteira agrícola.

12 de Agosto de 2019

Entenda os principais termos do acordo entre o Mercosul e União Europeia em relação à agropecuária e as consequências que ele pode significar à economia brasileira.

5 de Junho de 2019

Sob o governo Bolsonaro, o agronegócio tem avançado no desmonte das políticas ambientais, ampliação da liberação de agrotóxicos e medidas para armar e dar segurança jurídica para as ações dos ruralistas contra os movimentos populares.

15 de Setembro de 2021

11 de agosto foi o Dia Internacional da Juventude. Mas, no caso brasileiro, temos pouco o que comemorar. Neste ano, iremos presenciar o Enem mais branco e elitista das últimas décadas; 7 a cada 10 estudantes universitários estão sofrendo com transtornos mentais devido à pandemia; 87% destes apresentam problemas como ansiedade e estresse; o retorno às aulas presenciais combinado com o descontrole da variante delta no país pode colocar as crianças em maior risco de morte.

18 de Agosto de 2021

Mais de 56% dos jovens negros da Grande SP já sofreram algum tipo de racismo. Com a taxa de informalidade entre os jovens em 38%, o governo federal estuda a possibilidade de criar programas que busquem flexibilização e redução de custos para empresas. Estudo aponta que um dos impactos da pandemia é a criação de uma geração de órfãos, estimados em 130 mil só no Brasil.

7 de Julho de 2021

Genocídio da juventude negra da periferia, homeschooling, Censo Escolar 2020 e a falta de perspectiva. Esses são alguns dos temas trabalhados nesse boletim.

1 de Junho de 2021

Violência policial, volta às aulas, aumento da mortandade pelo coronavírus, desemprego, ideologia do empreendedorismo e processos de resistências configuram as principais notícias que afetaram a juventude no mês de maio.

11 de Maio de 2021

Mais de 4 milhões de jovens entre 18 a 24 anos estão desempregados. Grande parte das famílias jovens compõe as mais de 10 milhões de pessoas que entraram para a miséria. Em contraposição, surgem diversas iniciativas de solidariedade entre a classe trabalhadora. Segundo a Unicef, 5,5 milhões jovens tiveram seu direito à educação negado durante a pandemia no Brasil. Estes foram alguns dos temas que permearam a vida da juventude brasileira no mês de abril.

22 de Dezembro de 2020

A greve dos entregadores de aplicativos talvez tenha sido um dos momentos de maior destaque em 2020, quando olhamos as novas formas de organização dos trabalhadores. Apesar de recorrerem a uma prática já bastante conhecida, a greve, os entregadores de aplicativos inovaram na forma de articulação e nos sujeitos que estão envolvidos no processo.

11 de Agosto de 2020

Diferentemente da “solidariedade S. A. ”, a solidariedade popular é formada e estruturada a partir de relações participativas: todos os envolvidos acrescentam, produzem e constroem esse processo. Reconhecer e resgatar essa solidariedade popular é apostar na infinita capacidade de ação, superação e criação do povo para seguir produzindo e reconstruindo o Brasil que queremos.

17 de Julho de 2020

Estamos vendo que para boa parte da população ficar em casa não tem sido uma possibilidade. A melhor forma de combater o CoronaChoque é por meio de medidas que restabeleçam direitos e que garantam auxílios substanciais para o povo, restabelecendo postos no mercado de trabalho e retomando o desenvolvimento.

2 de Julho de 2020

As periferias no Brasil são definidas e marcadas pelo racismo estrutural e por uma relação intrínseca entre raça e classe. Os impactos da pandemia escancaram esses marcadores e produtores de desigualdade, com as altas taxas de letalidade concentradas na região Norte do Brasil, nas periferias de regiões metropolitanas, em cidades pequenas com pouco acesso à infraestrutura e nas prisões.

5 de Junho de 2020

Em momentos de crise como a que vivemos, as pessoas que recebem as políticas de solidariedade estão com os ouvidos atentos e abertos. Com a solidariedade, levamos junto nosso projeto político. Se há essa brecha para o movimento popular ser ouvido, uma das coisas que também temos que fazer é ouvir.

23 de Abril de 2020

Essa cartilha aborda o desenvolvimento do conceito “juventude” e apresenta o resultado inicial da pesquisa sobre a Participação da juventude em periferias urbanas do Brasil, que tem como objetivo auxiliar o trabalho de base das organizações populares com a juventude nesses espaços.

17 de Setembro de 2021

O mês de agosto foi marcado por convocações gospel para os atos inconstitucionais do dia 7 de setembro. O crescimento da intolerância religiosa tem preocupado religiosos de todo país. De outro lado, os fundamentalistas têm cada vez mais se articulado com o projeto de poder, teologia da prosperidade e teologia do domínio, destilando discursos de ódio contra pautas raciais e de gênero. Mas as resistências evangélicas são sopro de esperança frente aos ataques.

12 de Agosto de 2021

Depois de tanto tempo prometendo, Bolsonaro indicou para a vaga do STF alguém “terrivelmente evangélico”. Agora só falta a aprovação do Senado para que o pastor presbiteriano André Mendonça assuma o cargo. Mendonça é uma chave importante para a direita cristã, que segue avançando em seu projeto de poder, principalmente nas pautas morais. No entanto, nem tudo está perdido: militantes e organizações progressistas evangélicas têm atuado contra a indicação, em resistência a esse projeto de poder fundamentalista e a Bolsonaro.

4 de Agosto de 2021

Este artigo relata uma experiência de trabalho de base com a população evangélica no Distrito Federal e os desafios para compreender a espiritualidade no cotidiano do povo e a necessidade de retomar um diálogo permanente com este segmento e de refletir sobre teoria e prática, método e linguagem para avançar na organização de parte da classe da trabalhadora.

13 de Julho de 2021

O mês de junho foi marcado por encontros entre políticos e pastores, visando apoios para as próximas eleições em 2022 e disputando as intenções de votos do público evangélico. Os fundamentalismos têm permeado as discussões das pautas de gênero e sexualidade, propondo até mesmo políticas públicas, como o Projeto de Lei (PL) 813/2019, conhecido como “PL Escolhi Esperar”, que está sendo debatido na Câmara de São Paulo.

9 de Junho de 2021

A atuação dos ministros evangélicos e de lideranças fundamentalistas na defesa do projeto de poder liderado por Bolsonaro segue impressionando. No mês de maio, tivemos esses mesmos atores desresponsabilizando Bolsonaro pelo genocídio em curso. Em contraponto, o campo progressista segue na contranarrativa aos fundamentalismos, e o povo evangélico dá sinais de que não é, necessariamente, tão fiel ao presidente.

10 de Maio de 2021

O mês de abril foi movimentado no mundo evangélico. A discussão sobre o fechamento e abertura das igrejas se tornou um instrumento para alcançar a próxima vaga ao STF. O presbiteriano Milton Ribeiro, ministro da Educação, tem atuado fortemente no MEC e gerado polêmicas entre conservadores e acadêmicos. E as pautas de gênero e sexualidade tomam conta dos discursos fundamentalistas religiosos, mas as contra-narrativas e resistências seguem se fortalecendo frente aos retrocessos políticos-religiosos.

29 de Abril de 2021

O último texto dessa série de artigos, dialoga com a militância dos movimentos populares sobre a necessidade de criar pontes de diálogo com os evangélicos nos territórios periféricos do campo e da cidade, pensando nas dimensões do trabalho de base e do papel da Bíblia nesses territórios.

22 de Abril de 2021

O abre-fecha das igrejas continua sendo a moeda de troca dos nossos governantes. Enquanto o povo segue sem auxílio, o Congresso perdoou dívida milionária de igrejas, estimada em R$ 1,4 bilhão. O negacionismo segue fazendo seus estragos e indígenas temem tomar vacina contra Covid. A Facção Terceiro Comando Puro se converteu e lideranças têm chamado seus soldados de “exército do Deus Vivo”. Confira estas e outras notícias sobre o mundo evangélico.

26 de Março de 2021

Nesta terceira parte de nossa reflexão buscamos trazer a experiência e espiritualidade das mulheres evangélicas do MST no primeiro Encontro Nacional das Mulheres sem Terra e as suas visões acerca da luta por terra a partir da fé cristã.

22 de Março de 2021

A relação do fundamentalismo e o projeto de poder existente hoje; a pandemia, as igrejas e o debate da cristofobia; as fissuras no bloco com a crítica dos evangélicos aos decretos de flexibilização das armas de fogo; a luta da vacina, intolerância religiosa; fé evangélica e a luta e a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021. Confira as principais notícias do mundo evangélico dos últimos meses. .

17 de Março de 2021

Nessa segunda parte do nosso estudo, buscamos abordar as dimensões de gênero, raça, classe e sexualidade e como essas costuras dialogam com a dimensão de uma fé evangélica e suas contradições, limites e potencialidades.

8 de Março de 2021

Esta série de textos divido em quatro artigos trabalha a ideia de que a fé evangélica e os movimentos populares podem se unir na luta por terra, justiça e dignidade, mesmo com possíveis contradições, ao refletirmos sobre as possibilidades de diálogos entre fé e luta, tão presentes na história latino-americana e do Movimento Sem Terra.

23 de Fevereiro de 2021

Cinquenta e cinco anos após sua queda em combate, o colombiano e percursor da Teologia da Libertação, Camilo Torres, nos ensina sobre a necessidade de construir uma ponte estratégica entre cristãos e marxistas. Afinal, não existe espaço vazio em nenhum lugar, e o que não for ocupado pelo pensamento revolucionário será ocupado pelo pensamento reacionário.

19 de Fevereiro de 2021

A vacina é uma bandeira importante na disputa de narrativas contra o fundamentalismo religioso e, consequentemente, contra Bolsonaro. Não podemos ficar reféns dos discursos e ações do presidente e dos pastores fundamentalistas que o apoiam. Temos o papel de criar formas de diálogo com as igrejas a partir da realidade do povo, em defesa da vacina pública, universal e gratuita.

12 de Fevereiro de 2021

Reabertura das igrejas, movimento anti-vacina, relação do Bolsonaro com sua principal base social, pedido de impeachment, disputas, fissuras e resistência progressista; confira as principais notícias do mundo evangélico dos últimos meses.

16 de Dezembro de 2020

O fantasma pentecostal recorre o mundo. Na maioria são igrejas conservadoras que irrompem no cenário político alimentando as novas direitas. Impulsionam a “Teologia da prosperidade”, a guerra espiritual, apontam contra o feminismo. Mas no coração do bairro portenho do Parque Patricios, em Buenos Aires (Argentina), expande-se uma mega-igreja evangélica fundada pelo Pastor Guillermo Prein que rompe com esse modelo.

11 de Dezembro de 2020

Para o pastor Valdinei Ferreira, da Catedral Evangélica de São Paulo, a união de Bolsonaro com os evangélicos é a mais estável desde sua eleição. Algumas análises apontam que o poder religioso foi superestimado nas eleições, mas o debate é mais complexo. A falácia da “ideologia de gênero” segue firme entre os setores fundamentalistas evangélicos e integralistas católicos.

8 de Dezembro de 2020

Em 2020, tivemos um aumento de 34% no total de candidaturas dos representantes deste segmento religioso nas eleições municipais, em comparação com 2016. Esse aumento representa uma difusão ideológica por todo o país e reflete a arena política dos últimos períodos. Cada vez mais evangélicos passam a ser eleitos e cada vez mais o discurso religioso ganha volume na política nacional.

11 de Novembro de 2020

Mais do que nunca, as candidaturas evangélicas se tornam destaque nas eleições municipais, e a Cristofobia vira o novo “kit gay”. Estudo aponta ligação entre igrejas de perfil pentecostal com milícias no Rio de Janeiro. Bolsonaro quer que escolas ligadas à igrejas recebam verba do Fundeb. Bancada Evangélica Popular ganha força e visibilidade e, consequentemente, começa a ser atacada.

9 de Outubro de 2020

Perdão das dívidas das igrejas, polêmicas com o ministro da Educação Milton Ribeiro, indicações ao cargo no STF, caso Flordelis e a cristofobia empregada por parte de cristãos são temas desta edição sobre as principais notícias o mundo evangélico do mês de setembro.

9 de Setembro de 2020

O debate sobre manter ou não as igrejas fechadas continua; o projeto de poder das grandes denominações religiosas segue em curso e candidatos à prefeitos travam disputas nas redes sociais; reportagem desvenda site de uma das maiores empresas de mídia evangélica especializado em notícias falsas; caso da criança violentada e constrangida publicamente por realizar um aborto gera debates incansáveis de grupos evangélicos e cristãos sobre a necessidade de enfrentamento do fundamentalismo religioso.

13 de Agosto de 2020

Templos da Igreja Universal do Reino de Deus em Angola estão sendo investigados; bancada evangélica mostra sua força política na escolha da nova direção do MEC; evangélicos se articulam para barrar punição ao abuso de poder religioso nas eleições; governo Bolsonaro patrocinou propaganda da reforma da Previdência em canais infantis, religiosos e investigados pela Justiça.

10 de Julho de 2020

Bolsonaro se aproxima ainda mais de sua base evangélica, em um momento em que o governo está enfraquecido e busca aproximação com o centrão, bloco fisiológico de partidos que reúne, entre suas lideranças, parlamentares ligados às frentes religiosas cristãs.

26 de Junho de 2020

O culto online foi a resposta possível que as igrejas evangélicas construíram para manter a relação entre pastores e comunidade; porém, a necessidade da igreja para os trabalhadores periféricos vai além das palavras pregadas, já que não abarca as demandas subjetivas da classe empobrecida.

16 de Junho de 2020

Igrejas e pastores prometem curar do coronavírus; dificuldades financeiras das igrejas e a pressão para a realização de cultos; nomeação de André Luiz Mendonça para o Ministério da Justiça aproxima ainda mais o setor evangélico com o governo; movimento progressista evangélico pede a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão.

9 de Abril de 2020

11 de Março de 2020

O crescimento da religião pentecostal representa o fortalecimento ideológico do neoliberalismo e a conjuntura extremamente desfavorável para as forças progressistas na disputa pela narrativa da história.

18 de Fevereiro de 2020

Na crescimento do neoliberalismo que se dá a ascensão das igrejas pentecostais, que pode ser entendida como uma tentativa da própria classe de lidar com os imensos desafios de sua vida cotidiana.

10 de Setembro de 2021

Confira as principais movimentações do Partido Militar e uma interpretação crítica dos principais temas sobre os militares na política e os assuntos de defesa nacional do último mês.

10 de Agosto de 2021

Especialistas da ONU levantam diferentes dimensões quanto às violações aos direitos humanos sobre o PL antiterrorismo, cuja votação do parecer preliminar está para meados de setembro. Este artigo trava a discussão sobre o projeto na alçada do debate sobre política de defesa e segurança internacional, ao destacar cinco motivos para que os parlamentares recusem o PL.

9 de Agosto de 2021

Confira um resumo e análise dos principais assuntos sobre forças armadas e defesa que tiveram destaques na imprensa no último mês. Veja também dicas para estudo sobre o tema, além de um panorama dos compromissos oficiais da ala militar do governo e alguns destaques do Diário Oficial da União.

13 de Julho de 2021

A retomada da tramitação do projeto de lei antiterrorismo, Eleições 2022, a politização das Forças Armadas e o mito da superioridade moral abalado, depois dos militares aparecerem em denúncias na CPI da Covid são alguns dos destaques desse boletim mensal são alguns dos destaques desse boletim mensal.

21 de Junho de 2021

Aspectos sobre a vida dos militares, ida de Pazuello à CPI da Covid, bolsonarização dos quartéis, benesses do governo federal para com as FFAA e o crescimento do fascismo em outros países são alguns dos destaques desse boletim.

4 de Junho de 2021

São comuns os comentários sobre como a carreira militar é difícil, sacrificante. Também são correntes acusações de que militares têm muitos privilégios. Sem dúvida, chama a atenção o fato dos militares terem sido a única carreira do serviço público a ter aumento salarial, que pode alcançar 72% no caso dos militares de patentes mais altas.

5 de Maio de 2021

Depois do rebuliço causado pelas mudanças no final de março, as FFAA se esforçaram para passar uma imagem de normalidade institucional. Mas a péssima condução diante da pandemia e a CPI da Covid continuarão mantendo as FFAA expostas. Mesmo com o discurso de distanciamento institucional, os militares entraram de vez para a política, e em apenas uma semana três candidaturas à 2022 já foram apresentadas. Confira o boletim mensal sobre a Defesa brasileira.

7 de Abril de 2021

Comandantes das FFAA deixam o cargo após queda de ministro da Defesa; Eduardo Pazuello abandona o Ministério da Saúde após a desastrosa condução da pandemia; além do mais, tornou-se notório denúncias de crimes e privilégios de militares nas páginas da imprensa. Confira este boletim mensal que acompanha os temas relacionados à Defesa do Brasil.

2 de Outubro de 2020

Qual o significado do termo “soberania” e qual o entendimento sobre “soberania popular”? Como o Brasil compreende sua soberania e como ela está ameaçada pelo governo Bolsonaro? Diante da trágica retomada da ofensiva imperialista e da farsa do Estado que se levanta contra a Nação, o debate sobre soberania é uma condição fundamental para um projeto de país.

28 de Agosto de 2020

O principal objetivo do Partido Militar são as reivindicações da corporação. Assim, o poder do partido é mensurado pelo número de cargos que ocupa na administração pública e pelas conquistas que oferece às suas bases militares. A lógica de formação do Partido Militar parte do entendimento que a sociedade e suas representações são ineficientes para representar os ‘reais’ interesses nacionais.

22 de Junho de 2020

Bolsonaro e o partido militar vivem uma relação de mutualismo. O presidente precisa do partido militar, já que ele é um agrupamento coeso e organizado. Por sua vez, o partido precisa de Bolsonaro por não ter uma base sólida que permitisse sua eleição. Apesar de Bolsonaro ser a criatura e não o criador do partido militar, este não tem controle para manter e alimentar o bolsonarismo.

13 de Maio de 2020

O que importa nesse momento é atentar para o fato de que, não raras vezes, verdadeiros golpes de Estado ocorrem “dentro da Constituição” para depois se voltarem contra ela e, por fim eliminá-la do cenário jurídico e político nacional.

12 de Maio de 2020

É preciso problematizar a capacidade das metáforas militares para explicar o momento atual, iluminando aspectos que a retórica militarizada ‘camufla’.

7 de Maio de 2020

É irreal pensar que o principal partido do governo, a ala militar, detentor dos principais cargos, vá sair do governo. Se seguirão com Bolsonaro é uma questão que diz menos às FFAA e sim às ferramentas democráticas de afastamento do presidente, baseadas no Legislativo, no Judiciário e na pressão popular.

14 de Abril de 2020

As FFAA entram no ano de 2020 com um projeto mais elaborado quanto à sua participação no governo, atuando como um verdadeiro partido. Apesar de não terem ido para o governo enquanto instituição, os militares no governo se mostraram um grupo bastante coeso e representativo dos interesses das FFAA.

20 de Março de 2020

Caderno de Estudo traz reflexões imprescindíveis para o debate sobre o papel dos BRICS, a geopolítica, às crises econômica, política, social e ambiental e os desafios das organizações populares diante deste cenário.

20 de Fevereiro de 2020

Existe um projeto de poder, um objetivo e um dispositivo militar montado para que as FFAA estejam ocupando em massa o Planalto.

20 de Junho de 2019

Uma das saídas do capitalismo à crise é a intensificação de uma nova ofensiva neoliberal. Há uma espécie de corrida para ocupar os territórios, e as guerras atuais são mecanismos de disciplinamento do capital em função de suas necessidades.

9 de Maio de 2019

Ana Esther Ceceña aponta que a expansão territorial é fundamental para o avanço das multinacionais e a continuidade do projeto de acumulação do capitalismo. Para os EUA, o desejo de alcançar espaço acontece também para intensificar o controle militar no continente.

10 de Setembro de 2021

Este dossiê enfoca os Programas da Comunidade Negra, uma série de projetos iniciados em 1972 que serviram como a implementação prática da filosofia da Consciência Negra para dar às pessoas negras o poder de se tornarem autoconfiantes. Na prática, esses programas incluíam a criação de publicações e pesquisas, centros de saúde, fábricas para empregar os economicamente marginalizados e um fundo para atender às necessidades básicas de egressos do sistema penal, bem como doações para outros projetos.

2 de Agosto de 2021

Este dossiê analisa os diferentes efeitos da pandemia sobre a educação brasileira desde a chegada da pandemia de Covid-19 no país, buscando compreender como se deu o avanço da lógica mercantil sobre este setor e como as grandes corporações se aproveitaram para tirar vantagens do contexto de crise. Neste sentido, o documento avalia a atuação das corporações privadas, as mudanças no modelo de educação, as consequências para os trabalhadores do setor e os desafios de um programa de luta.

5 de Julho de 2021

A presença duradoura de bases militares estrangeiras na África continua a fragmentar e enfraquecer as instituições dos Estados africanos, impedindo a unidade e soberania africanas e subordinando as aspirações do continente à consolidação pan-africana. Examinando funções de gendarme e a geopolítica, dossiê n. 42 explora como a presença de militares estrangeiros na África continua a impedir o povo africano em sua busca dos dois princípios mais importantes do pan-africanismo: unidade política e soberania territorial.

14 de Junho de 2021

Apesar de a Índia ter alcançado um certo nível de autossuficiência na produção de alimentos ao longo das décadas, a crise agrária crônica, muitas vezes se manifesta em suicídios de agricultores, persiste. Este dossiê traça as causas dessa crise, que remontam aos dias do domínio colonial britânico e às escolhas feitas pelo Estado indiano em vários momentos desde a independência.

11 de Maio de 2021

O Brasil vivencia uma situação reacionária liderada pelo presidente de extrema direita Jair Bolsonaro, que conta com apoio social e o aval das classes dominantes e das Forças Armadas. Enquanto isso, a esquerda brasileira busca se recompor e recriar base social na tentativa de retomar a condução política do país. Por meio de entrevistas com lideranças de partidos e movimentos, nosso dossiê 40 analisa os desafios da esquerda brasileira diante de um cenário tão adverso.

12 de Abril de 2021

Como está Honduras doze anos após o golpe de Estado de 2009? Nosso dossiê 39 analisa a situação do país caribenho na última década, especialmente após o golpe de Estado contra Zelaya, em 2009, articulado entre a oligarquia hondurenha e o governo dos EUA. O documento também examina o assassinato de Berta Cáceres, a desaparição forçada de cinco integrantes da comunidade Garífuna em julho de 2020 e a resistência do povo hondurenho.

7 de Março de 2021

Este dossiê narra as experiências das argentinas no enfrentamento à crise sanitária, econômica e social. Ao trazer contundes relatos, o documento conta como, a partir dos territórios e das comunidades, as mulheres argentinas se organizaram em redes de solidariedade para dar conta da ausência do Estado, da violência doméstica, da fome, do desemprego, dos despejos e da falta de cuidados com a saúde pública aprofundadas em 2020.

8 de Fevereiro de 2021

Dossiê nº 37 é um convite ao diálogo, uma conversa sobre a tradição enredada do marxismo e da libertação nacional que emerge da Revolução de Outubro e que aprofunda suas raízes nos conflitos anticoloniais dos séculos XX e XXI. Esta é uma introdução a uma conversa ampla que inclui muitos movimentos revolucionários diferentes, principalmente com raízes nos continentes da África, Ásia e América Latina.

4 de Janeiro de 2021

No final da Segunda Guerra Mundial, com as potências europeias gravemente enfraquecidas, os Estados Unidos – a mais poderosa das colônias europeias de povoamento – assumiram a gestão neocolonial do planeta. Agora, quase oitenta anos depois, a primazia dos Estados Unidos entra em seu crepúsculo. Este dossiê explora o surgimento de uma nova guerra fria imposta pelos Estados Unidos à China e as formas de guerra híbrida utilizadas contra países considerados uma ameaça.

1 de Dezembro de 2020

Em 1965, o Lekra, a organização cultural revolucionária da Indonésia, tinha 200 mil membros e um milhão e meio de apoiadores. Nesse mesmo ano, um golpe de Estado assassinou um milhão de comunistas. No 70º aniversário de sua fundação, em 17 de agosto de 1950, este dossiê traça a história do Lekra e convoca artistas e militantes de hoje a combinar a criatividade individual com a sabedoria das massas, em cujas lutas por emancipação buscamos esperança e direção.

9 de Novembro de 2020

As ideias do educador radical brasileiro Paulo Freire tiveram um profundo impacto nas lutas populares sul-africanas. Inicialmente utilizado por Steve Biko e outros no Movimento da Consciência Negra no início dos anos 1970, as ideias de Freire se difundiram no movimento sindical e nos movimentos comunitários. Hoje, as ideias de Freire continuam a ser usadas em organizações progressistas na África do Sul e para orientar o trabalho de muitas pessoas que realizam tarefas de formação política.

5 de Outubro de 2020

A juventude dos dias atuais tende a não se encontrar nas organizações forjadas nas décadas anteriores. As principais organizações de esquerda construídas na década de 1980 enfrentam desafios organizativos para incorporar esses sujeitos. Isso não quer dizer que essa juventude não faça política, não participe de coletivos e não forje suas redes de sociabilidade. Nosso desafio, contudo, é entender onde e como se dá a participação do jovem, se tornam sujeitos coletivos e compartilham suas vivências, angústias, sonhos e soluções.

1 de Setembro de 2020

O dossiê n. 32 fornece uma breve introdução à história do movimento comunista na Índia, que completa 100 anos no dia 17 de Outubro de 2020. Fundado por lutadores pela liberdade inspirados pela Revolução de Outubro de 1917, o movimento comunista indiano possui uma história gloriosa de lutas e conquistas. Os comunistas indianos têm lutado incansavelmente pelos direitos dos trabalhadores e mostram a possibilidade de um futuro sem exploração dos seres humanos pelos seres humanos.

4 de Agosto de 2020

Na África do Sul, militantes de movimentos populares falam em “política do sangue” para se referir aos contínuos assassinatos e outras formas de repressão. Este dossiê mostra como militantes de movimentos sociais e sindicalistas são alvo de repressão estatal, que se iniciou sob o apartheid e continuou sob o comando no Congresso Nacional Africano (CNA), o que nunca foi amplamente reconhecido fora dos círculos militantes.

7 de Julho de 2020

A chegada da covid-19 na região latino-americana e caribenha evidenciou e aprofundou a crise social e econômica sofrida os povos já há décadas. O aumento das políticas repressivas, a precarização trabalhista e a crise social são algumas das consequências deixadas pelo desenvolvimento de um modelo econômico que prioriza o capital sobre a vida, e que se desenvolve em paralelo à ofensiva do imperialismo estadunidense na região.

9 de Junho de 2020

No dossiê 29, argumentamos sobre a impossibilidade do retorno ao normal – especificamente nos sistemas de saúde da ordem burguesa. Ele está dividido em três partes: na primeira, examinamos o que a pandemia nos mostrou sobre o sistema de saúde; a segunda contém o resultado da conversa com profissionais da saúde, e por fim, traçamos uma agenda para um novo pacto da saúde a partir das demandas deste setor.

23 de Julho de 2021

Em 25 de fevereiro de 2021, o governo chinês anunciou que a pobreza extrema havia sido abolida na China, um país de 1,4 bilhão de pessoas. Essa vitória histórica é o culminar de um processo de sete décadas que começou com a Revolução Chinesa de 1949. Este estudo analisa o processo pelo qual a China foi capaz de erradicar a pobreza extrema como uma etapa fundamental na construção do socialismo.

20 de Abril de 2021

“Reerguidos das ruínas”, a primeira edição da nova série de Estudos sobre a República Democrática Alemã (RDA), aborda a fundação da RDA após a Segunda Guerra e reconstrói seu desenvolvimento de um Estado democrático antifascista para um de natureza socialista. O estudo aborda a eficiência econômica da RDA, suas conquistas e contradições, enquanto destaca aspectos centrais de sua sociedade socialista como a organização coletiva em empresas estatais, a economia planejada e o internacionalismo.

8 de Março de 2021

Este estudo aborda a vida e o legado de Kanak Mukherjee, uma lutadora popular que nasceu em Bengala (Índia), em 1921. A rica trajetória de sua militância nos ensina sobre a história das mulheres que se dedicaram a lutas locais, nacionais e internacionais que fizeram conexão entre as lutas pelos direitos das mulheres às mobilizações anticapitalistas e anti-imperialistas por todo o século 20.

5 de Novembro de 2020

Em meio ao aumento exponencial do desemprego, da fome e da miséria no Sul Global, mulheres tentam lidar com uma nova realidade agravada pela pandemia. Este estudo analisa a condição das trabalhadoras da linha de frente da saúde; o processo de pauperização e descaso em que foram imersas as trabalhadoras domésticas e informais; os despejos criminosos de famílias em todo o mundo; a crescente onda da violência doméstica; e ainda o incansável fardo do trabalho do cuidado gratuito em casa.

8 de Julho de 2020

O surgimento da pandemia do novo coronavírus exacerbou e elucidou o abismo entre Estados socialistas e capitalistas. Nos primeiros, a preocupação com as vidas humanas acima do lucro deu a linha para a ação estatal e civil, resultando em menores taxas de infecção e fatalidade, enquanto os Estados capitalistas negaram a gravidade do problema e permitiram que o setor privado lucrasse às custas da saúde pública.

2 de Junho de 2020

Em meio à pandemia de Covid-19, o governo dos Estados Unidos dedicou fartos recursos para aumentar o ataque contra seus adversários  – principalmente contra a Venezuela – desde o aumento das sanções até uma invasão frustrada, passando pela ingerência em instituições internacionais como o FMI. Este estudo analisa profundamente a guerra híbrida liderada pelos EUA contra a Venezuela, desmascarando as falsas narrativas criadas para apoiar esse ataque.

28 de Abril de 2020

Esse é o primeiro de uma série de estudos sobre o CoronaChoque, cada um com várias partes. Está composto de três artigos sobre como a China identificou o novo coronavírus e como o governo e a sociedade lutaram contra sua propagação, assim como uma entrevista com Li Zhong, um artista de Xangai.

5 de Março de 2020

Vivemos numa época em que trabalhadoras e trabalhadores enfrentam golpes esmagadores da política neoliberal e buscam resistir a estes impactos. As mulheres são as primeiras a sentir os efeitos da crise econômica, com a precarização do trabalho, aumento da informalidade e salários mais baixos.