Pesquisa da Juventudes em Periferias Urbanas

Levante Popular da Juventude realiza protesto em frente à Prevent Senior, após as revelações na CPI da Covid, denunciando os crimes cometidos e sua relação com o governo Bolsonaro. Foto: Guilherme Frodu.

 

 

N° 05/2021

 

Educação sob o CoronaChoque

. Setembro foi o mês em que celebramos o centenário de Paulo Freire, o patrono da educação brasileira, com sua proposta de pedagogia da autonomia, para emancipação e como prática de liberdade.

. O número total de estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é o menor dos últimos 16 anos. Esse número corresponde a uma política de “universidade para poucos” tocada pelo governo Bolsonaro, que impactou negativamente especialmente os estudantes que haviam se inscrito com isenção de taxa no ano passado. É o Enem com a menor proporção de inscritos pretos, pardos e indígenas dos últimos dez anos.

. Em levantamento realizado pelo IBGE verificou-se que uma a cada cinco estudantes já sofreu violência sexual.

 

Juventude e movimentos nas ruas

. Após divulgação do escândalo da Prevent Senior na CPI da Covid, o movimento Levante Popular da Juventude realizou protesto em frente à empresa em São Paulo, denunciando os crimes cometidos e sua relação com o governo Bolsonaro. Outro protesto que ganhou destaque na mídia foi a ocupação da Bolsa de Valores pelo MTST denunciando o desemprego, a inflação e a fome, e o papel do sistema financeiro no agravamento da crise.

. Pela América Latina a juventude também se mobilizou. No Uruguai, os jovens foram para a rua reivindicando mais investimentos e o fim do projeto de reorganização do ensino médio nos moldes neoliberais. Na Argentina e no México a juventude foi às ruas em memória dos estudantes lutadores assassinados, reivindicando seus direitos; na “Noche de los Lápices” no caso argentino, e nos “7 anõs de desaparición de los 43 normalistas de Ayotzinapa”, no México.

 

Juventude, trabalho e renda no Brasil (des)governado por Bolsonaro

. O Brasil tem recorde de trabalhadores ganhando até um salário mínimo, chegando a aproximadamente 30 milhões de pessoas. Isso é um dos fatores que impactou na piora de vida dos brasileiros mais pobres. Para se ter uma ideia, o índice de Gini, que mede a desigualdade social, foi de 0,600 em 2014 para 0,640 no segundo trimestre de 2021.

. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) alerta para o desemprego preocupante na América Latina, que chegou a 11%. No Brasil, apesar de o número de desempregados ter caído no último trimestre (1%), a redução é decorrente de mais precarização, pois o número de trabalhadores informais, trabalhando menos horas que o desejado e com rendimento menor aumentou, sendo os jovens os mais afetados. Para se ter uma ideia, aproximadamente 80% das vagas criadas desde julho de 2020 então na informalidade.

 

Entregadores de aplicativo: auto-organização na busca por direitos

. Entregadores de aplicativos seguem se auto-organizando e reivindicando seus direitos. No mês de setembro, a cidade de São José dos Campos, no interior paulista, testemunhou a mais longa greve de entregadores de aplicativo da história do Brasil. Foram seis dias de “breque dos apps”, que obrigou o Ifood a sentar para negociar com os trabalhadores.

. A Uber foi condenada pelo Tribunal Regional do Trabalho de Porto Alegre em uma ação milionária, acusada de praticar “dumping social”, isto é, oferecer um serviço muito abaixo do valor de mercado. O relator da ação destacou que a empresa segue descumprindo direitos trabalhistas e violando a dignidade humana do trabalhador. A indenização milionária deverá ser paga a uma entidade pública ou filantrópica.

. Também nesse mês, a cidade de Nova York aprovou uma série de leis para buscar regulamentar o trabalho dos entregadores de aplicativos, que envolvem a garantia de um salário mínimo e o direito ao uso de banheiros em restaurantes. As leis, que foram aprovadas junto a uma organização de entregadores, também garante ao trabalhador a escolha da distância máxima a ser percorrida no percurso, a possibilidade de vetar trajetos que passem por pontes ou túneis, dentre outras coisas.

. O governo da China também estabeleceu recomendações de que os entregadores tenham garantidos seus direitos ao descanso, à segurança e a um salário digno.

Nota de solidariedade

Nosso Observatório se solidariza com todas as pessoas que perderam familiares e amizades no mês de setembro para a Covid-19.

Download as PDF